(41) 99664-5024 contato@sergiorocha.com.br
Escolha uma Página

Um dos maiores e mais poderosos fatores de libertação que existem, se chama ressignificar.

O passado pode nos acompanhar como uma bola de ferro presa ao tornozelo, ou como uma parte ressignificada de nossa história.

O poder de ressignificar é a diferença entre estagnar  ou seguir em frente na área dos sentimentos.

O significado de ressignificar

É dar novo significado a algo ou alguém.

No Coaching usamos a ressignificação como uma das principais ferramentas para deixar o passado com um novo sentido e caminhar à diante.

Nossa história muitas vezes é motivo de vergonha e arrependimento simplesmente, sem que se analise que nos trouxe até aqui e deve ser respeitada.

O destino final de cada pessoa ainda está sendo escrito, e como comentei no vídeo Biografia Não é Destino, nosso destino pode ser mudado.

Intensão Positiva

Muitas das nossas atitudes e de outros no passado, tem uma intenção positiva, não ressignificar essas atitudes, pode ser um grande fator de frustração e inércia.

Veja abaixo alguns sentimentos e suas intenções positivas:

MEDO – Intenção positiva de autopreservação da integridade física e mental;

ÓDIO – Intenção positiva de reparar uma suposta injustiça;

PROCRASTINAÇÃO –  Intenção positiva se manter num lugar seguro, mais conhecido como “zona de conforto“;

FALTA DE FOCO – Intenção positiva de evitar a sensação de se estar perdendo outras oportunidades, focando só em uma coisa;

CULPA – Intenção positiva de autopunição por um erro do passado;

ACUSAÇÃO – Intenção positiva de responsabilizar a outros para aplacar o próprio senso de responsabilidade.

Não vou me deter a falar desses sentimentos, mas apenas dar uma leve pincelada sobre isso.

Um exemplo prático de ressignificação

Imagine uma criança que nuca tira notas tão altas como os primeiros alunos da turma e um dia tira uma nota dez em uma prova.

Vai correndo pra casa mostrar a nota aos pais e ouve a seguinte observação:

Não fez mais do que a obrigação!

Possivelmente essa criança cresça e se torne um adulto com dificuldade de aceitar reconhecimento, elogios, bons salários, cargos de honra, ou até mesmo bonificações, por inconscientemente não se sentir digno dessas coisas.

Nesse caso deve se buscar a intenção positiva dos pais, que não era destruir o amor próprio da criança, mas entender que a intenção deles era dizer:

– Te amamos e gostaríamos que continuasse tirando notas altas, nosso desejo é que você se dê bem na vida, sendo bom no que faz, continue assim!

Quando isso é ressignificado, é possível ficar livre para alcançar conquistas maiores, sem medo, sem se sentir indigno.

Ressignificando o passado, a vida é melhor aproveitada

Se seu temperamento primário ou secundário é Melancólico, provavelmente é muito sensível e se ofende com facilidade.

Sabendo que é assim, é mais fácil botar os sentimentos num lugar mais reservado e pensar:

– Será que essa pessoa me disse isso por que me odeia, ou por causa de minha sensibilidade, vou me ofender sem necessidade?

– Será mesmo que meus pais me odiavam, ou queriam o melhor para o meu futuro?

– Todos os meus erros do passado são para eu entender que não posso acertar, ou são um mapa me avisando onde não pisar novamente?

– Devo ficar aqui lamentando pelo “leite derramado”, ou deixar o chão mais limpo do que estava e beber um leite fresco?

Conclusão

Não seja tão duro consigo mesmo, ou com os outros, tente pensar na intenção positiva que levaram você o os outros para agir da maneira que aconteceu.

Ressignifique o passado e faça com que o presente seja o novo passado do seu futuro.

                                                                                                                            Sérgio Rocha

Grande abraço!